CITE - Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego

Direitos e deveres dos trabalhadores e das trabalhadoras

Direitos e deveres das entidades empregadoras

Obrigações das entidades empregadoras

Proteção na parentalidade

Calculadora amamentação/aleitação dispensa diária
Calculadora
Amamentação/aleitação
Dispensa diária em caso de
tempo parcial

Conciliação entre a Vida Profissional e Pessoal e Familiar

Diálogo social

Formação

Boas práticas de igualdade no trabalho e no emprego

Disparidades salariais

Relatórios sobre o progresso da igualdade

Anúncios de oferta de emprego x Igualdade de género

Estatísticas

Legislação

Jurisprudência

Documentos estratégicos

Pareceres CITE

Pareceres prévios
Elementos obrigatórios
Horário flexível »
Tempo parcial »

Publicações CITE

Projetos CITE

Internacional

Protocolos

Conferências e eventos

CITE e os média

Centro de documentação on-line

Agendas CITE

Ligações úteis

Vídeos

Destaques


Igualdade parental foi assunto de debate na Plenária sobre a Masculinidade Cuidadora


Maria do Céu da Cunha Rêgo recebe Prémio Maria Barroso, no dia 27 de março, em Lagoa

A secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, desloca-se a Lagoa, no dia 27 de março, para entregar o Prémio Maria Barroso, a Maria do Céu da Cunha Rêgo, numa cerimónia que contará também com a presença do presidente da Câmara Municipal, Francisco Martins.

A sessão pública terá lugar no Convento de São José às 18h00.

Maria do Céu da Cunha Rêgo é distinguida, nesta primeira edição do Prémio Maria Barroso, pelo «seu relevante contributo no desempenho da sua atividade profissional e cívica no domínio da igualdade de género».

Do vasto percurso da galardoada, o júri deste Prémio destacou «a forte influência na introdução na agenda nacional e europeia das matérias associadas à conciliação trabalho/família e vida privada».

Maria do Céu da Cunha Rêgo nasceu em Elvas, em 1950, e formou-se em direito em 1973. Foi secretária de estado para a igualdade no Governo de António Guterres. Foi presidente da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego, vice-presidente da Comissão para a Igualdade e para os Direitos das Mulheres, membro do conselho de administração do Instituto Europeu para a Igualdade de Género. Mantém atualmente uma participação ativa ao nível da academia e da vida pública em geral.

A atribuição bianual do Prémio Maria Barroso, criado pelo município de Lagoa em 2018, destina-se a distinguir pessoas ou instituições vivas, com «uma intervenção particularmente relevante para a eliminação de estereótipos, para a construção social da igualdade, da cidadania e da não discriminação».

Integraram o júri deste primeiro Prémio Maria Barroso Francisco Martins, na qualidade de presidente; Manuel Cabral, administrador do Grupo Vila Vita Parc e copatrocinador do prémio; Teresa Fragoso, presidente da Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género; Isabel Barroso Soares, em representação da família de Maria Barroso; Anália Torres, professora catedrática de sociologia no Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa; Clara de Jesus, consultora e perita em Igualdade de Género; Virgínia Ferreira, professora da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, doutorada em sociologia.

partilhar: FacebookTwitter

voltar »