CITE - Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego

Direitos e deveres dos trabalhadores e das trabalhadoras

Direitos e deveres das entidades empregadoras

Obrigações das entidades empregadoras

Proteção na parentalidade

Calculadora amamentação/aleitação dispensa diária
Calculadora
Amamentação/aleitação
Dispensa diária em caso de
tempo parcial

Diálogo social

Formação

Boas práticas de igualdade no trabalho e no emprego

Disparidades salariais

Relatórios sobre o progresso da igualdade

Anúncios de oferta de emprego x Igualdade de género

Estatísticas

Legislação

Jurisprudência

Documentos estratégicos

Pareceres CITE

Pareceres prévios
Elementos obrigatórios
Horário flexível »
Tempo parcial »

Publicações CITE

Projetos CITE

Internacional

Protocolos

Conferências e eventos

CITE e os média

Centro de documentação on-line

Agendas CITE

Ligações úteis

Vídeos

Destaques

Estudo e trabalho na UE: Divisão por género: Relatório
Avaliação da implementação da Plataforma de Ação de Pequim
nos Estados-Membros da UE
Instituto Europeu para a Igualdade de Género – EIGE
(Disponível em inglês)

A segregação de género é uma característica profundamente enraizada nos sistemas de ensino e profissões em toda a EU, através da concentração de um dos géneros em determinados campos do ensino ou das profissões (segregação horizontal) ou da concentração de um dos géneros em determinados graus, níveis de responsabilidade ou posições (segregação vertical). A segregação de género restringe as escolhas de vida, a educação e as opções profissionais, conduz a desigualdades salariais, reforça ainda mais os estereótipos de género e limita o acesso a determinados empregos enquanto também perpetua relações de poder desiguais entre géneros, nas esferas pública e privada.

Na sequência do pedido da Presidência estónia do Conselho da UE (2017), o presente relatório explora os progressos realizados entre 2004 e 2015 em matéria de redução da segregação de género no ensino, na formação profissional e no mercado de trabalho na UE. O relatório baseia-se num conjunto de dados de fontes variadas, incluindo a Unesco-OECD-Eurostat (UOE), o Inquérito Europeu às Forças de Trabalho (LFS), o Inquérito Europeu sobre as Condições de Trabalho do Eurofound (EWCS) e o Inquérito Europeu às Competências e Empregos (ESJS) do Centro Europeu para o Desenvolvimento da Formação Profissional (Cedefop).

 

Estudo e trabalho na UE: Divisão por género: Relatório - Avaliação da implementação da Plataforma de Ação de Pequim nos Estados-Membros da UE | Instituto Europeu para a Igualdade de Género – EIGE (Disponível em inglês)

Study and work in the EU: set apart by gender: Review of the implementation of the Beijing Platform for Action in the EU Member

partilhar: FacebookTwitter

voltar »