CITE - Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego

Direitos e deveres dos trabalhadores e das trabalhadoras

Direitos e deveres das entidades empregadoras

Obrigações das entidades empregadoras

Proteção na parentalidade

Calculadora amamentação/aleitação dispensa diária
Calculadora
Amamentação/aleitação
Dispensa diária em caso de
tempo parcial

Diálogo social

Formação

Boas práticas de igualdade no trabalho e no emprego

Disparidades salariais

Relatórios sobre o progresso da igualdade

Anúncios de oferta de emprego x Igualdade de género

Estatísticas

Legislação

Jurisprudência

Documentos estratégicos

Pareceres CITE

Pareceres prévios
Elementos obrigatórios
Horário flexível »
Tempo parcial »

Publicações CITE

Projetos CITE

Internacional

Protocolos

Conferências e eventos

CITE e os média

Centro de documentação on-line

Agendas CITE

Ligações úteis

Vídeos

Destaques

IGUALDADE SALARIAL EM PORTUGAL

IGUALDADE SALARIAL EM PORTUGAL

Desde 2013 que Portugal tem vindo a assinalar a data de 6 de março como o Dia Nacional da Igualdade Salarial, por marcar, em média, o número de dias extra que as mulheres teriam que trabalhar num ano para atingirem o mesmo salário que os homens ganharam nesse mesmo ano, ou seja, as mulheres teriam de trabalhar mais 65 dias. A desigualdade salarial em desfavor das mulheres rondava, assim, os 18%.

A Comissão Europeia, desde 2013, assinalava este mesmo dia a 28 de fevereiro, sendo a média da desigualdade salarial na Europa de 16,4%. Em 2015 passou a destacar o dia 2 de novembro como o Dia para a Igualdade Salarial na Europa, considerando que nesse dia as mulheres deixariam de ser remuneradas pelo seu trabalho enquanto que os homens continuariam a sê-lo até 31 de dezembro.

Em 2016, Portugal passará a adotar o novo formato europeu, assinalando no final do ano de 2016 o Dia Nacional da Igualdade Salarial, na expectativa de que estas datas sejam cada vez mais coincidentes e que, progressivamente, se aproximem de 31 de dezembro.

É hora de reduzir as disparidades e eliminar estas diferenças!

partilhar: FacebookTwitter

voltar »