CITE - Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego

Direitos e deveres dos trabalhadores e das trabalhadoras

Direitos e deveres das entidades empregadoras

Obrigações das entidades empregadoras

Proteção na parentalidade

Calculadora amamentação/aleitação dispensa diária
Calculadora
Amamentação/aleitação
Dispensa diária em caso de
tempo parcial

Diálogo social

Formação

Boas práticas de igualdade no trabalho e no emprego

Disparidades salariais

Relatórios sobre o progresso da igualdade

Anúncios de oferta de emprego x Igualdade de género

Estatísticas

Legislação

Jurisprudência

Documentos estratégicos

Pareceres CITE

Pareceres prévios
Elementos obrigatórios
Horário flexível »
Tempo parcial »

Publicações CITE

Projetos CITE

Internacional

Protocolos

Conferências e eventos

CITE e os média

Centro de documentação on-line

Agendas CITE

Ligações úteis

Vídeos

CITE e os média


PúblicoLei das quotas de género aprovada no Parlamento

Público - ‎23/06/2017‎
Seis deputados do CDS, incluindo Assunção Cristas, votaram a favor. A lei que introduz quotas de género nas administrações – e nos órgãos de fiscalização das empresas públicas e das cotadas em bolsa – foi aprovada no Parlamento nesta sexta-feira com os votos a favor do PS, BE , PEV, PAN e seis deputados do CDS. Outros sete deputados centristas votaram... mais »
www.delas.ptLei das quotas aprovada com votos do PS, BE e CDS

Delas - ‎23/06/2017
Seis deputados do CDS, entre os quais a líder Assunção Cristas, e todos o os do PS e do BE aprovaram hoje uma lei para tornar mais paritárias a administração pública e empresas públicas e cotadas em bolsa. Na hora de votação, a bancada do CDS, que tinha liberdade de voto, dividiu-se, mas a líder do partido, Assunção Cristas, e mais cinco centristas... mais »
www.portugal.gov.pt«UM DIA HISTÓRICO» COM APROVAÇÃO DA LEI DA REPRESENTAÇÃO EQUILIBRADA NAS ADMINISTRAÇÕES DAS EMPRESAS

República Portuguesa - ‎23/06/2017
O Ministro Adjunto, Eduardo Cabrita, afirmou que a aprovação da lei que estabelece o regime da representação equilibrada entre mulheres e homens nos órgãos de administração e de fiscalização das empresas do setor público... mais »
sabado.ptLei de quotas de género nas empresas aprovada

Sábado - ‎23/06/2017
PS, BE e de seis deputados do CDS-PP são a favor. PCP contra e PSD absteve-se. Foi hoje aprovada no Parlamento a lei que introduz quotas de género em empresas públicas e cotadas em bolsa. A lei foi aprovada com a abstenção do PSD, e os votos favoráveis de PS, BE e de seis deputados do CDS-PP (entre eles Assunção Cristas)... mais »
maxima.ptAprovada lei das quotas de género

Maxima - ‎23/06/2017
Acaba de ser aprovada no Parlamento (com votos a favor do PS, BE, PEV e PAN, além de seis deputados do CDS, incluindo Assunção Cristas) a lei que introduz quotas de género nas administrações e nos órgãos de fiscalização das empresas. A nova lei introduz uma quota mínima de género de 33,3% nas administrações e nos órgãos de fiscalização.. mais »
Jornal iCalçado. Acordo histórico na igualdade salarial

Jornal i - ‎30/05/2017
Portugal é um dos países onde o gap salarial entre mulheres e homens tem vindo a aumentar. O setor do calçado deu um passo histórico no que diz respeito à igualdade salarial entre homens e mulheres depois de ter assinado no mês passado um contrato coletivo que garante salários iguais para a mesma função, independentemente do sexo... mais »
DestakMulheres são as maiores vítimas de assédio

Destak - ‎30/05/2017
As mulheres são as principais vítimas de assédio moral (16,7%) e de assédio sexual (14,4%) no local de trabalho, uma perseguição que também atinge os homens (15,9% e 8,6%, respetivamente). Segundo um estudo da Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego... mais »
Sapo24Assédio no trabalho? Elas são as principais vítimas, mas eles também sofrem

Sapo24 - ‎30/05/2017
As mulheres são as principais vítimas tanto de assédio moral (16,7%) como de assédio sexual (14,4%) no local de trabalho, uma perseguição que também atinge os homens, segundo um estudo que será debatido hoje na Assembleia da República... mais »
VisãoAssédio no trabalho: Mulheres são as principais vítimas, mas homens também sofrem

Visão - ‎29/05/2017
As mulheres são as principais vítimas tanto de assédio moral (16,7%) como de assédio sexual (14,4%) no local de trabalho, uma perseguição que também atinge os homens, segundo um estudo que será debatido hoje na Assembleia da... mais »
www.delas.ptAs mulheres são as maiores vítimas de assédio sexual e moral no trabalho

www.delas.pt - ‎29/05/2017
O único estudo sobre assédio sexual e moral no local de trabalho em Portugal foi feito há 25 anos. Para atualizar os dados e conhecer o panorama atual, a Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE)... mais »
PúblicoQuando são alvo de assédio sexual, homens mostram-se mais passivos do que as mulheres

Público.pt - ‎29/05/2017‎
Estudo feito por equipa de investigação inclui dados sobre assédio moral no mundo laboral. Chefias femininas também desvalorizam e humilham subordinados... mais »
ExpressoHomens também são vítimas de assédio sexual no trabalho

Expresso - ‎29/05/2017‎
Apesar de a maior parte das vítimas serem mulheres, 8,6% dos homens também já foram alvo de assédio sexual no trabalho. A situação mais comum, tanto em relação aos homens como às mulheres, é contudo o assédio moral, em especial o “ser alvo de de situações de stress com o objetivo de levar aos... mais »
RTP Notícias Mulheres queixam-se mais de assédio moral do que sexual no trabalho

RTP Notícias - ‎29/05/2017
Um estudo feito para a Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego revela que 16,7 por cento das mulheres portuguesas sente ou já sentiu assédio moral no local de trabalho. O assédio sexual também existe, com 14,4 por cento das mulheres a queixarem-se desta prática... mais »
ObservadorMulheres são as maiores vítimas de assédio no trabalho, mas homens também sofrem

Observador - ‎29/05/2017‎
As mulheres são as principais vítimas tanto de assédio moral (16,7%) como de assédio sexual (14,4%) no local de trabalho, segundo um estudo que será debatido na Assembleia da República... mais »
www.delas.ptPortugal é um dos países onde o gap salarial entre mulheres e homens tem aumentado

www.delas.pt - ‎01/05/2017
O dia 1º de Maio, Dia do Trabalhador, foi o prazo definido pelo primeiro ministro, António Costa, para o Governo apresentar propostas aos parceiros sociais que visem concretizar a igualdade salarial entre homens e mulheres nas empresas. Essas propostas, que serão apresentadas a... mais »
ExpressoTêm mais qualificações, ganham menos e chegam menos aos cargos de topo

Expresso - ‎07/03/2017
As diferenças salariais entre homens e mulheres tornam-se ainda mais significativas nos casos de níveis elevados de qualificação. Dados que são realçados pela presidente da Comissão para Igualdade no Trabalho e Emprego por ocasião do Dia Internacional da Mulher que se assinala quarta-feira. mais »
Não queremos ser iguais aos homens. Queremos os mesmos salários!Não queremos ser iguais aos homens. Queremos os mesmos salários!

Saber Viver - ‎Março 2017‎
As mulheres ganham menos que os homens para fazer trabalho igual ou de valor igual. E de acordo com o Fórum Económico e Mundial, só daqui a 170 anos é que haverá igualdade salarial entre géneros. Até lá, é preciso reclamar sempre que a discriminação se faça sentir, apelam os especialistas... mais »
Portugueses queixam-se pouco de assédio moral ou sexualPortugueses queixam-se pouco de assédio moral ou sexual

Público.pt - ‎26/01/2017‎
Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego recebeu apenas 42 queixas em seis anos. Parlamento discute esta quinta-feira propostas destinadas a combater este género de práticas... mais »
Revista Business PortugalPromoção da igualdade de género

Revista Business Portugal | Anuário '16‎
Criada há 37 anos, a Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE) tem como missão promover a igualdade e a não discriminação entre mulheres e homens no trabalho, no emprego e na formação profissional, bem como a proteção da parentalidade e a conciliação da atividade profissional com a vida familiar e pessoal... mais »
ExpressoMulheres trabalham mais 61 dias por ano sem remuneração do que os homens

Expresso - ‎03/11/2016‎
No Dia Europeu pela Igualdade Salarial, a Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego destaca as diferenças ainda existentes entre mulheres e homens no nosso país. As mulheres portuguesas trabalham, em média, mais 61 dias por ano sem remuneração, em comparação com os... mais »
Trabalhadoras portuguesas ganham menos dois meses do que os homens Trabalhadoras portuguesas ganham menos dois meses do que os homens

Renascença - ‎03/11/2016
Apesar de a diferença salarial entre géneros ter diminuído entre 2013 e 2014, as desigualdades persistem. Portuguesas trabalham, em média, mais 61 dias por ano sem remuneração. As mulheres portuguesas trabalham, em média, mais 61 dias por ano sem remuneração, em comparação... mais »
ExpressoQuanto maior a escolaridade, maior a diferença salarial entre homens e mulheres

Expresso - ‎03/11/2016‎
Desigualdades entre homens e mulheres começam antes do primeiro emprego, diz ao Expresso a presidente da CITE, no Dia Europeu pela Igualdade Salarial. "É uma questão educacional, que tem início dentro das próprias casas." Governo vai criar grupo interministerial para estudar propostas de... mais »
Disparidade salarial entre mulheres e homens vai ser analisada pelo GovernoDisparidade salarial entre mulheres e homens vai ser analisada pelo Governo

Público.pt - ‎31/10/2016‎
Por comparação com os homens, é como se as mulheres trabalhassem 61 dias sem serem remuneradas. O Governo vai criar mais um grupo de trabalho, desta vez para estudar propostas “que contribuam para a correcção das disparidades salariais que persistem entre mulheres e homens”... mais »