CITE - Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego

Direitos e deveres dos trabalhadores e das trabalhadoras

Direitos e deveres das entidades empregadoras

Obrigações das entidades empregadoras

Proteção na parentalidade

Calculadora amamentação/aleitação dispensa diária
Calculadora
Amamentação/aleitação
Dispensa diária em caso de
tempo parcial

Diálogo social

Formação

Boas práticas de igualdade no trabalho e no emprego

Disparidades salariais

Relatórios sobre o progresso da igualdade

Anúncios de oferta de emprego x Igualdade de género

Estatísticas

Legislação

Jurisprudência

Documentos estratégicos

Pareceres CITE

Pareceres prévios
Elementos obrigatórios
Horário flexível »
Tempo parcial »

Publicações CITE

Projetos CITE

Internacional

Protocolos

Conferências e eventos

CITE e os média

Centro de documentação on-line

Agendas CITE

Ligações

Vídeos

Fórum Empresas para a Igualdade - o nosso compromisso


Compromissos com a Igualdade de Género e com
a Conciliação Trabalho / Família unem empresas


A cerimónia que juntou 31 empresas, dos mais importantes setores da economia nacional, realizada no passado dia 27 de março, na Galp Energia, promovida pela CITE (Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego) e pelo Fórum Empresas para a Igualdade, foi marcada por um compromisso claro de incorporação de políticas promotoras da igualdade e da conciliação trabalho/família nas organizações.

O evento que assinalou um ano de trabalho das 21 empresas fundadoras e a adesão de 10 novas empresas ao Fórum foi encerrado pelo Secretário de Estado do Emprego e pela Secretária de Estado da Igualdade.

Otávio de Oliveira, Secretário de Estado do Emprego, agradeceu e saudou o trabalho do Fórum tendo sublinhado a importância da “conciliação entre a vida profissional e familiar como fator de sustentabilidade da sociedade no quadro da qual se insere o estimular a natalidade que o Governo quer promover” e o “alinhamento das figuras de topo das empresas com as boas práticas ao nível da missão, remunerações, progressão na carreira, formação, contratação coletiva e processos de diálogo destas organizações - públicas ou privadas - é muito importante para a promoção da Igualdade do Género no universo empresarial. A importância da Igualdade do Género foi também promovida junto dos parceiros sociais, no diálogo social, e na própria contratação coletiva».

Teresa Morais, Secretária de Estado da Igualdade, disse aproveitar a oportunidade da presença dos CEO e Administradores das empresas para recordar o que falta fazer, designadamente o aprofundamento dos compromissos em matéria de igualdade salarial e da presença das mulheres nos Conselhos de Administração. A Secretária de Estado afirmou “É naturalmente muito positivo que treze empresas tenham assumido integrar a igualdade de género nos seus documentos estratégicos. No entanto, seria muito importante que todas as empresas que ainda não os têm assumissem como objetivo a elaboração e implementação de um verdadeiro Plano para Igualdade na empresa e sabemos bem que a maioria das empresas não os tem”. Recordando os indicadores nacionais, mais lembrou que “ as empresas que não respeitem a igualdade salarial para homens e mulheres que desempenhem idênticas funções verão dificultado o seu acesso aos fundos comunitários do próximo quadro Portugal 2020”.

A presidente da CITE, Sandra Ribeiro, num discurso em que recordou o paradoxo do elefante sentado no meio da sala de estar, que, sendo visto é ignorado, comparou-o com a Igualdade Género, lembrando as prioridades europeias e nacionais no combate às discriminações de género no mercado de trabalho, tendo instado à remoção deste elefante em nome da justiça, da competitividade e do desenvolvimento sustentado.

Natividade Coelho, vice-presidente da CITE e Isabel Viegas, diretora de recursos humanos do Santander, apresentaram o Relatório de 2013 das empresas fundadoras, perspetivando as ações futuras.

Durante o evento, Jorge Filipe, Diretor de Recursos Humanos e Membro do Comité de Direção da Auchan Portugal, em nome das empresas fundadoras apresentou o documento “É urgente agir!” em que, as empresas do Fórum, sensíveis às questões da natalidade, afirmam “as empresas aqui presentes assumem o compromisso de incentivar a utilização e partilha das licenças parentais junto das mães e dos pais, bem como a continuação de criação de boas práticas assentes na promoção da igualdade de género, na conciliação entre a vida profissional e familiar e na proteção da parentalidade”, acentuando que “as Empresas e o Estado têm de dar as mãos e trabalhar em conjunto para definir uma estratégia que consubstancie medidas concretas de apoio à natalidade; não falamos necessariamente de alterações legislativas em matéria de proteção da não discriminação de mulheres e de homens ou de parentalidade mas, por exemplo, na criação de incentivos ou outros para as empresas que promovam efetivamente esta temática e com evidências comprovadas.”

Fórum Empresas para a Igualdade     Fórum Empresas para a Igualdade     Fórum Empresas para a Igualdade

Fórum Empresas para a Igualdade     Fórum Empresas para a Igualdade     Fórum Empresas para a Igualdade

Fórum Empresas para a Igualdade     Fórum Empresas para a Igualdade     Fórum Empresas para a Igualdade

Fórum Empresas para a Igualdade     Fórum Empresas para a Igualdade    

A adesão ao Fórum de Empresas para a Igualdade de Género (IGEN) é promovida pela Comissão para a Igualdade no Trabalho e no Emprego (CITE) e pelas empresas aderentes, que, por esta via, se comprometem a desenvolver ações de promoção de igualdade de género nas suas organizações, com metas quantificadas.

Com a cerimónia de 27 de março, o Fórum passa a ser constituído por 31 empresas- APDL (Administração dos Portos do Douro e Leixões); APS (Administração do Porto de Sines), APSS (Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra); AUCHAN Portugal; BAÍA DO TEJO; BANCO SANTANDER TOTTA; BES (Banco Espírito Santo); CARRIS; CH BUSINESS CONSULTING; CTT; EDP; GEBALIS; IBM; INCM; MICROSOFT; NESTLÉ; PSA PEUGEOT CITROEN (Mangualde); PORTUGAL TELECOM; RTP; VISTEON; XEROX; METROPOLITANO DE LISBOA; L’ORÉAL Portugal; MERCER Portugal; GALP ENERGIA; REN; ESTRADAS DE PORTUGAL; GRUPO PSA (Comércio e Banque).

As 31 empresas acordam desenvolver ações de promoção de igualdade de género nas suas organizações, assumindo compromissos de melhoria em dimensões que incorporam os princípios da Igualdade e da não discriminação entre homens e mulheres no trabalho e no emprego, bem como na conciliação entre vida profissional, pessoal e familiar e proteção na parentalidade.

Ao assumir compromissos claros com a promoção da igualdade profissional e com o fim de todos os processos discriminatórios, as empresas subscritoras pretendem alcançar melhorias no plano da sustentabilidade, da justiça organizacional e da satisfação dos seus colaboradores e das suas colaboradoras.

Apelo à Natalidade Discurso Sandra Ribeiro Historial 2014 Nota Introdutória Síntese de medidas Intervenção SEAPI Intervenção SEE

Press:

Rádio Renascença
Boas práticas empresariais de apoio à família

Notícia Intranet Portugal Telecom
Igualdade de género continua a ser prioritária na PT

Portal do Governo
Conciliação entre a vida profissional e familiar é fundamental para o incentivo à natalidade que o governo quer promover

Jornal de Negócios » Negócios on line
Empresas pedem esta quinta-feira incentivos públicos para melhorar práticas de natalidade

Jornal de Negócios » Negócios on line
Secretária de Estado da Igualdade sacode grandes empresas do seu "cómodo alheamento"

 

Programa

Fórum Empresas para a Igualdade – o nosso compromisso: Programa 2014